Secretaria de Ciência e Tecnologia de Florianópolis elabora plano de ações

Alcides Andrade. Crédito: Divulgação

Alcides Andrade

Criada em 2009, após a reeleição do prefeito Dário Berger, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável de Florianópolis começa a sair do papel e tornar-se realidade. No dia 26 de junho, fará a apresentação do seu plano de ações e assinará o termo de compromisso de gestão em evento na Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE).

Quem comanda a pasta é o atual secretário de Governo, Carlos Roberto De Rolt, que é professor na ESAG/UDESC e empreendedor do segmento de tecnologia. Ao seu lado está Alcides Andrade, secretário-adjunto, formado em Ciências da Computação e que atua como consultor para organizações do terceiro setor. Andrade esteve na manhã desta sexta na redação do TI Santa Catarina e conversou com exclusividade conosco.

A secretaria pretende ser um importante vetor e fomentador para o crescimento do setor tecnológico na Capital, considerado hoje a principal economia do município, à frente de setores tradicionais como construção civil e mesmo o turismo. As empresas de software e serviços de Florianópolis, que pagam ISS, faturaram em 2008 R$ 771 milhões – sem contar as de hardware e equipamentos. O setor de turismo, em igual período, faturou R$ 252 milhões e construção civil, R$ 238 milhões.

A criação da secretaria tem como objetivo atender este segmento nas suas necessidades, bem como contribuir para o desenvolvimento econômico e sustentável do município. Segundo Alcides Andrade, o órgão será norteado por três eixos principais: talentos, tecnologia e redes. A prefeitura quer ajudar as entidades e empresas a atrair, gerar e capacitar talentos para o segmento no município – considerado hoje um dos principais gargalos para o crescimento, além de promover a inclusão digital dos cidadãos.

Em tecnologia, a prefeitura quer estimular a criação e fortalecimento dos ambientes de inovação no município e grupos de conhecimento. E por fim, em redes, a Secretaria acredita que sozinha e sem uma atuação junto com o setor produtivo e acadêmico, pouco poderá contribuir. Então pretende desenvolver e articular uma rede de relacionamento com instituições públicas, privadas e acadêmicas para poder dividir ações e resultados.

Precisamos fazer com que a tecnologia possa promover o desenvolvimento das vocações da Capital bem como gerar soluções para as demandas de seus habitantes. Todo o trabalho realizado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável será desenvolvido em rede, com a parceria das diversas instituições que fizeram e fazem o setor de tecnologia ser referência na capital.

Alcides Andrade, secretário-adjunto da Secretaria de C&T de Florianópolis

Em breve o TI Santa Catarina trará mais novidades sobre o plano de ação da Secretaria e também fará cobertura do evento do dia 26.

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem
  • Helyson Velasco

    Estou confiante na visão do Alcides, seu conhecimento, seu relacionameto com o setor seu comprometimento. Desejo sucesso!

  • Paulo Sponchiado

    A criação da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Florianópolis é a melhor notícia que o setor de TI de Florianópolis poderia receber.

    Eu como empresário da área me sinto motivodo e confiante no trabalho desta pasta, ainda mais estando nas mãos do Alcides Andrade que tem total conhecimento e competência de tornar a teoria na prática.

    Sucesso e conte conosco!

  • Acho uma iniciativa valoroza, mas acredito que nosso setor necessite antes de mais nada de um Conselho Regional para que torne-se mais organizado e menos “prostituído”. Temos que limpar o mercado dos desenvolvedores “auto-didatas”, profissionalizando o setor.

  • Para uma cidade que já é destaque nacional por sua produção de conhecimento e tecnologia, é mais que bem-vinda a secretaria.

    Vontade política e trabalho. Vamos ver.

  • Pingback: TISC transmite ao vivo lançamento da Secretaria de C&T de Florianópolis | TISC - TI Santa Catarina | Tecnologia e Inovação()