Mercado Livre adquire catarinense Axado por R$ 26 milhões

LinkedIn

Axado + Mercado Livre

Investimento amplia portfólio de soluções para logística da gigante do comércio eletrônico da América Latina

O Mercado Livre anunciou nesta segunda-feira, dia 6 de junho, em uma conferência para jornalistas a aquisição da empresa catarinense Axado, que atua no desenvolvimento de tecnologias para gestão de fretes. No encontro em Florianópolis, voltado exclusivamente para jornalistas, o presidente do Mercado Livre, Helisson Lemos, destacou que este foi o segundo maior investimento no Brasil da companhia, que tem ações listadas na Nasdaq.

Com a aquisição, as soluções da Axado passam a integrar o portfólio da Mercado Envios, divisão da companhia responsável por toda a operação logística do grupo e que oferta serviços para o ecossistema de relacionamento do e-commerce do Mercado Livre, nas vendas C2C (consumer to consumer), de micro e pequenas empresas, e também de grandes lojas virtuais que usam o marketplace da empresa.

Entre as soluções desenvolvidas pela Axado estão uma plataforma que permite o cálculo, interpretação e implementação de tabelas de fretes em um e-commerce. Já a tecnologia de rastreamento permite que tanto o consumidor quanto o lojista tentam total visibilidade do status de entrega de cada pedido, com ações e comunicações pró-ativas durante a operação. Por fim, uma ferramenta de business intelligence permite analisar e comparar a perfomance de toda a operação logística.

Do relacionamento do Mercado Livre como marketplace para lojistas de todos os portes, sobretudo grandes como Extra, Casas Bahia, Pontofrio.com, que surgiu a sinergia com o Axado, há pelo menos dois anos. Estes lojistas precisavam organizar e aprimorar a gestão das tabelas de fretes e a solução da empresa catarinense permitiu integrar estas operações, sobretudo na logística.

Razões da aquisição

Para Helisson Lemos, presidente do Mercado Livre, a aquisição do Axado irá permitir ao Mercado Envios maximizar a participação destas lojas oficiais externas no marketplace, além de ampliar o acesso da companhia à maior malha de operadores logísticos do país, que já estão integrados com a plataforma de gestão de fretes. Outra frente será o aprimoramento do sistema de gerenciamento de transporte (TMS) do Mercado Envios, por meio do expertise de tecnologia da Axado voltado para o segmento logísticos, um dos principais diferencias destacados por Lemos.

Guilherme Reitz e Leandro Baptista, sócio fundadores do Axado

Guilherme Reitz e Leandro Baptista, sócio fundadores do Axado

Trajetória empreendedora e de investimentos

O investimento de R$ 26 milhões na Axado teve acordo concretizado em 30 de maio e irá manter na operação os sócio-fundadores da empresa, Guilherme Reitz e Leandro Baptista, além de Michel Kommers e Eduardo Franceschett, que pertencia a Shipfy, negócio adquirido pela catarinense em agosto de 2015. Entre os acionistas da empresa estavam também o Fundo SC, que possui como gestores a FIR Capital e Bzplan, além do investidor anjo Marcelo Amorim, da Jacard Investimentos.

Esta é a primeira operação de saída do Fundo SC entre os cinco aportes realizados ao longo dos últimos anos. Em 2013, a Axado recebeu um investimento de R$ 1,2 milhões para ampliar as soluções oferecidas até então e também a frente comercial do negócio. Segundo os empreendedores do Fundo, a taxa de retorno do investimento com a venda da empresa para o Mercado Livre foi de mais de 60% ao ano, além de ter sido uma das saídas recentes mais exitosas entre startups catarinenses.

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem