Game educativo desenvolvido na UFSC incentiva cooperação entre crianças

Uma das telas do jogoUm game educativo desenvolvido na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e financiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina (FAPESC) será testado pelos alunos do Colégio de Aplicação a partir de abril. Além do jogo “Mata Atlântica, o bioma onde eu moro” a escola também receberá material de apoio ao professor, para uso em sala de aula a partir do quarto ano do ensino fundamental. Além dos testes no Colégio, o game – primeiro do gênero no Brasil feito para ser jogado com dois mouses conectados ao computador – estará disponível para download gratuito ainda neste ano.

A equipe de desenvolvedores do Laboratório de Educação Cerebral da UFSC, chefiado pelo neurocientista e pesquisador Emílio Takase, buscou através do game estimular a colaboração e o trabalho em equipe nas crianças. Os jogadores não competem entre si, mas precisam realizar uma meta comum, já que um jogador não consegue avançar para a etapa seguinte sem que seu companheiro tenha terminado as tarefas da etapa anterior. A equipe deve explorar os seis ecossistemas da Mata Atlântica – recriados com a ajuda da bióloga e autora de materiais paradidáticos Cristina Santos – e conhecer a fauna característica de cada um. Caso o tempo da aula tenha terminado antes do fim do jogo, é possível obter uma senha e retornarao mesmo ponto do jogo outro dia.

Foto de testes do game no projeto SESI Atleta do Futuro

Testes do game no projeto SESI Atleta do Futuro

“Edutenimento”

O game “Mata Atlântica, o bioma onde eu moro” vai introduzir a tecnologia multi-mouse nas escolas do Brasil. Em alguns estabelecimentos de ensino, os laboratórios de informática só dispõem de um computador por aluno e as crianças têm de trabalhar em grupo. A decisão dos pesquisadores da UFSC de fazer um game para ser jogado com dois mouses foi tomada não apenas como solução para a falta de infra-estrutura das escolas, mas como estratégia educacional, através do chamado “edutenimento”: ensinar mediante situações lúdicas e prazerosas, sem banalizar o processo de aprendizagem.

Com informações da assessoria de imprensa da FAPESC

Autor: Diego Cardoso

Jornalista, lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi sagittis, magna ut ullamcorper consectetur, sapien felis faucibus eros, eget gravida lacus risus vel justo. Sed venenatis nulla molestie ipsum faucibus elementum. In posuere mi orci, imperdiet ullamcorper neque malesuada sed. Fusce aliquet eros in tincidunt maximus. In hac habitasse platea dictumst. Donec eros nunc, pharetra id luctus eu, pharetra in risus. Proin eget dolor eget purus sagittis facilisis sed a purus.

Compartilhe esta postagem
  • Luigy

    o eu quero aprender a criar jogos fazer animaçoes falas etc… se tiverem algo me dizer a isso mandem por imail e luigyvalente@hotmail.com se tiverem noticias me mandao por imail se souberem ficarei grato a que seja em santa catarina