Dígitro unifica rede de telecomunicações da Petroperu

LinkedIn

A Dígitro Tecnologia, tradicional desenvolvedora brasileira de soluções de Inteligência, Tecnologia da Informação e Telecomunicações, está concluindo no Peru a maior implantação de plataformas de telefonia com tecnologia híbrida (IP, satélite e telefonia convencional) já realizada naquele País.

O contrato é também o maior já levado a termo pela Dígitro fora do território brasileiro e está sendo realizado em parceria com a empresa peruana Realta System, uma das líderes no país em integração de redes. A conquista da operação pela Dígitro deu-se em licitação internacional, ocorrida em 2010, e da qual participaram alguns dos maiores players mundiais no segmento de telefonia e redes.

O projeto foi contratado pela Petróleos do Peru SA (Petroperu) e está viabilizando a integração de 19 unidades remotas da petrolífera, dispersas no território peruano, algumas delas a milhares de quilômetros de distância da sede da companhia em Lima. Entre os pontos integrados estão diversas plantas de prospecção e plataformas de exploração localizadas em pleno interior da selva amazônica.

Com a nova estrutura da Dígitro, a Petroperú passa a contar com uma plataforma unificada para a comunicação de voz e ligação de redes corporativas, utilizando conexões de satélite, nos links de longa distância, e conexões via operadora nas regiões metropolitanas.

Em todos os seus pontos de presença, a Petroperú passa a se beneficiar das vantagens da tecnologia IP, não só para comunicações de baixo custo do tipo VoIP, mas também em aplicações até então inéditas no Peru, como a de chamadas telefônicas com vídeo e a de conexões móveis de voz Wi-Fi para as comunicações internas da empresa.

Mais de 2 mil aparelhos de telefonia IP
Como base para as comunicações, a Dígitro está empregando 33 plataformas de PABX inteligente, de sua própria fabricação, que passam a suportar chamadas analógicas e digitais envolvendo cerca de 2,8 mil terminais telefônicos fixos e móveis.

Incluem-se aí os terminais analógicos comuns e mais um lote de 2,2 mil aparelhos de telefonia IP também desenvolvidos e fabricados pela Dígitro com tecnologia própria, parte dos quais está apta a suportar as aplicações de vídeo-chamada que são de grande utilidade, por exemplo, nas comunicações de suporte técnico entre plataformas distantes e a sede da companhia.

A completa integração da telefonia com a rede corporativa da empresa viabiliza a oferta de gerenciamento e suporte unificado dos serviços, eliminando estruturas redundantes e centros de custos paralelos.

Além de garantir maior eficiência e diversificação de serviços de telefonia para as operações da Petroperú, o projeto desenvolvido pela Dígitro irá reduzir substancialmente as despesas de telecomunicações da petrolífera, através da exploração intensiva das conexões IP, tanto em ligações locais quanto nas comunicações distantes.

As plataformas de PABX da Dígitro dispõem também de recursos automáticos para a roteirização de chamadas analógicas, com base nos custos mais baixos de cada operadora, e para o estabelecimento de políticas de tarifação interna dos ramais, visando eliminar o uso improdutivo da estrutura.

Todos os serviços prestados pelas operadoras, bem como o tráfego de chamadas internas e externas da Petroperú passam a ser monitoradas, através de ferramentas de gestão constantes nas soluções da Dígitro, o que viabiliza à empresa administrar não só seus fluxos internos, mas também o cumprimentos dos contratos de SLA (acordos de nível de serviço) estabelecidos com as operadoras.

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem