Assespro-SC empossa nova diretoria e presidente integra executiva nacional

Hugo Dittrich

Hugo Dittrich

O setor tecnológico de Santa Catarina ganhará a partir da próxima semana um representante na executiva de uma entidade nacional. O presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – Santa Catarina (ASSESPRO-SC), Hugo Dittrich, toma posse como vice-presidente de Qualidade, Planejamento e Controle, na executiva nacional da entidade. A nova diretoria toma posse no dia 10 de março, terça-feira, em Brasília (DF).

O grupo comandará a entidade pelos próximos dois anos. A ASSESPRO tem atuação, por meio de regionais, em 13 estados brasileiros, reunindo cerca de 1,2 mil empresas. Hugo Dittrich será o terceiro catarinense a ocupar posição na executiva nacional da entidade. Sebastião Tavares foi presidente da entidade nos anos 80. Em seguida, Edilson Paterno ocupou a secretaria executiva da ASSESPRO.

Mais uma vez Santa Catarina demonstra que tem interesse em participar ativamente da defesa da informática brasileira, contribuindo para o fortalecimento das empresas aqui instaladas, a ampliação do uso da tecnologia brasileira pelas empresas locais, bem como a conquista dos mercados externos. A vice-presidência que ocuparei tem como objetivo coordenar os planos e planejar o futuro da nova estrutura que a ASSESPRO quer imprimir como entidade.

Hugo Dittrich, presidente da ASSESPRO-SC

Em Santa Catarina, continuidade

Na última sexta-feira, dia 27 de fevereiro, o próximo vice-presidente da executiva nacional empossou em Florianópolis (SC) sua nova diretoria, composta por ele, como presidente, e quatro vice-presidentes. Sergio Cochela, de Joinville, é o vice-presidente Executivo. De Blumenau, Jeziel Montanha ocupa a vice-presidência de Operações e Edilson Paterno é o novo vice-presidente Técnico. Gabriel Cherem, de Florianópolis, completa o grupo, na vice-presidência Administrativa-Financeira.

Entre as ações prioritárias, demandadas pelas empresas, estão a representação delas perante a sociedade, prestação de serviços de interesse geral e de suporte à gestão empresarial, promoção do networking do setor e manter um canal de relacionamento direto com o poder público, criando políticas de incentivo.

Outro projeto que Dittrich pretende empreender é coordenar em conjunto com as entidades locais do segmento de tecnologia uma estratégia de ação conjunta, de interesse das empresas. Uma das principais bandeiras políticas que o presidente da entidade pretende articular está na criação de uma política pública voltada para o setor tecnológico catarinense, coordenada entre as esferas nacional, estadual e municipais.

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem