ACATE e ABIMAQ lançam Cluster Nacional para a Indústria 4.0

A Vertical Manufatura da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) e a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ) lançam o Cluster Nacional para a Indústria 4.0. A iniciativa surge para acelerar o processo de adoção na indústria nacional dos conceitos e benefícios da Quarta Revolução industrial, que por meio da descentralização do controle dos processos produtivos utilizando dispositivos inteligentes interconectados permitirá a indústria ser mais competitiva, melhorando a performance, reduzindo os custos de transformação, de manutenção e de tempo de lançamento de produtos (time-to-market) e, principalmente, possibilitando a geração de novas receitas com serviços associados aos produtos .

O lançamento do cluster foi formalizado durante evento em Joinville (SC) nessa terça-feira, 12 de setembro, com a assinatura do protocolo por membros da ABIMAQ e ACATE. Representantes de uma das principais indústrias catarinenses, a Embraco, apresentaram cases da utilização da Indústria 4.0 na empresa, decisivos no projeto de obtenção da medalha de bronze em World Class Manufacturing (WCM), ou Produção de Classe Mundial. “A Embraco foi a primeira indústria de eletrodomésticos do mundo a atingir tal distinção, em parte graças aos projetos de Indústria 4.0 implantados”, disse Claudemir Santos, diretor de operações.

De acordo com Bruno Gellert, coordenador do Grupo de Trabalho de Manufatura Avançada (GTMAV) da ABIMAQ, a entidade entende que as empresas industriais carecem de informações e conhecimento sobre como aplicar as tecnologias digitais da Indústria 4.0.

“A união das entidades e a criação do cluster é vista como primordial, sendo que desta forma conseguiremos conectar uma maior quantidade de empresas provedoras de solução para servir de referência ao mercado. Além disso, a representatividade deste segmento ganha força e os interesses em comum das empresas associadas às duas instituições serão debatidos e encaminhados de forma mais efetiva”.

Bruno Gellert, coordenador do Grupo de Trabalho de Manufatura Avançada (GTMAV) da ABIMAQ

A Vertical Manufatura da ACATE reúne empresas que fornecem tecnologia para a indústria e tem trabalhado para acelerar a adoção da Indústria 4.0 em Santa Catarina e no Brasil, com ações de divulgação dos cases e resultados obtidos pelas participantes do grupo.

“O lançamento do cluster é mais uma ação neste sentido. Temos como objetivo ser uma das principais referências nacionais em tecnologia para Indústria 4.0. Para isso, contamos com uma grande diversidade de soluções alinhadas à Quarta Revolução Industrial, desenvolvidas pelas nossas empresas”.

Tulio Duarte, diretor da Vertical Manufatura

A Indústria 4.0, ou Quarta Revolução Industrial, depende de sistemas ciber-físicos, internet das coisas e big data. “Conectar máquinas e sistemas permitirá às fábricas maior autonomia e capacidade para prever falhas, agendar manutenções e adequar-se a mudanças não planejadas na produção”, explica Tulio.

A cada 15 dias, a Vertical Manufatura da ACATE e a ABIMAQ irão se reunir para dar forma e definir as regras do cluster. Uma das prioridades das associações é buscar a adesão de novas entidades à iniciativa, para que ela tenha representação em todos os estados.

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem