Tecnologia catarinense para setor têxtil

Indústria têxtil. Crédito: FIECSanta Catarina, um dos principais polos têxteis do país, conta agora com uma parceria entre empresas de tecnologia que atuam no mercado têxtil, de vestuário e confecção. No mês de setembro de 2010, foi lançada a Vertical Têxtil, que reúne empresas do segmento tecnológico que desenvolvem soluções em equipamentos, serviços, software e hardware para o setor.

A iniciativa partiu da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), que estimula a união entre empresas que atuam em mercados semelhantes e complementares, incentivando o associativismo e o relacionamento entre elas. Atualmente, cerca de 100 empresas participam de pelo menos uma das nove Verticais de Negócios já estruturadas: Agronegócios, Educação, Energia, Games, Governo, Saúde, Segurança, Telecom e Têxtil.

Estamos buscando juntos ações de visibilidade para o mercado, networking entre associadas, representatividade política e econômica, além de compartilhar boas práticas de gestão e negócios. Pretendemos ainda promover participações conjuntas em eventos setoriais, internacionalização de empresas e na captação de recursos para pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Marcos Lichtblau, diretor da Vertical Têxtil e da empresa Automatisa Sistemas

Empresas de diversos portes participam da Vertical Têxtil, localizadas nos municípios de Florianópolis, Jaraguá do Sul, Blumenau, Joinville, entre outros. O grupo desenvolve sistemas e equipamentos inteligentes para criação; desenvolvimento, produção, acabamento e comercialização; aplicativos para gestão e processamento de informações, automação de processos, entre outras soluções.

Dentre os objetivos estratégicos definidos pelo Planejamento Estratégico da Vertical Têxtil, destacam-se: 1) Ações de Mercado conjuntas; 2) Ações Institucionais; 3) Captação de Recursos para P&D; 4) Elaboração de Projetos Estruturantes.

São diversos benefícios auferidos pelas empresas participantes das Verticais, entre os quais o desenvolvimento de ações comerciais e de marketing, a aproximação com grandes empresas e associações de interesse, uma maior representatividade política e econômica, e a complementaridade de soluções entre as empresas participantes, que passam a oferecer um portfólio completo para o mercado.

Para a estruturação da Vertical Têxtil, a ACATE conta com a parceria da UNERJ e do Pró-Jaraguá, que por meio de convênio institucional, promove Jaraguá do Sul como novo polo regional da ACATE. A empresa Marisol também incentiva a Vertical, interessada em um grupo de fornecedores coeso e dotado de tecnologias inovadoras.

Mais de 22 empresas já participaram das reuniões do grupo, e novas empresas são convidadas a participar. As reuniões da vertical são mensais, com duas horas de duração, mediadas por um consultor da ACATE e realizadas na UNERJ, em Jaraguá do Sul.

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem