Santa Catarina ganha 8 institutos de tecnologia e 2 de inovação do SENAI

Glauco Corte (FIESC) cumprimenta na CDI presidenta Dilma Rousseff

Glauco Corte (FIESC) cumprimenta na CNI presidenta Dilma Rousseff

Santa Catarina contará com oito Institutos de Tecnologia e dois de Inovação, que serão instalados no âmbito do Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira, lançado na última sexta-feira, 13, em Brasília, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O evento contou com a presença da presidente Dilma Rousseff, dos ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e da Educação, Aloizio Mercadante e do presidente do BNDES, Luciano Coutinho.

Em todo o país, o Programa terá investimentos da ordem de R$ 1,9 bilhão, dos quais R$ 1,5 bilhão provenientes de financiamento do BNDES. O valor será investido na criação de 23 Institutos de Inovação e 38 Institutos de Tecnologia, na construção de 53 centros de formação profissional e na aquisição de 79 unidades móveis, além da modernização das atuais unidades. O objetivo é duplicar o número de matrículas, alcançando, em 2014, 4 milhões de matrículas anuais.

O presidente do Sistema FIESC, Glauco José Côrte, que participou do evento, considerou o evento muito positivo, devido às manifestações da presidente da República e dos ministros, valorizando o papel da indústria para o desenvolvimento do país.

Santa Catarina
Os investimentos em Santa Catarina correspondem a R$ 230 milhões, sendo R$ 130 milhões de recursos do SENAI Nacional, incluindo o financiamento do BNDES, e outros R$ 100 mil com recursos próprios. Além da ampliação e modernização de toda a estrutura física, o SENAI instalará no estado dois Institutos de Inovação, em Florianópolis, nas áreas de tecnologia laser e segurança integrada em tecnologia da informação.

Além disso, núcleos especializados no atendimento de diversos setores da indústria receberão upgrade e se transformarão em Institutos de Tecnologia, que serão focados nos setores de alimentos (Chapecó), ambiental e vestuário (Blumenau), metalmecânica (Joinville) materiais (Criciúma), eletroeletrônica (Jaraguá do Sul), logística (Itajaí) e automação e tecnologia da informação (Florianópolis). A atuação será corporativa e em rede, ou seja, envolverá todas as unidades da instituição.

Tecnologia de ponta para garantir a qualidade do produto brasileiro

Os 38 Institutos SENAI de Tecnologia (IST) oferecerão às empresas serviços técnicos e tecnológicos estruturados e abrangentes, que incluem metrologia, ensaios e testes laboratoriais para atestar ou elevar a qualidade dos produtos brasileiros. Atualmente, o SENAI presta serviços técnicos e tecnológicos para mais de 18 mil empresas ao ano. Além disso, os Institutos de Tecnologia oferecerão educação profissional em todos os níveis, inclusive cursos superiores. As atividades dos Institutos de Tecnologia se concentrarão no atendimento das necessidades dos principais eixos regionais de desenvolvimento da indústria brasileira.

Institutos de Inovação anteciparão as tendências na indústria

Os Institutos SENAI de Inovação (ISI), que atuarão em rede e integrados com os Institutos de Tecnologia, serão fortes aliados das empresas no desenvolvimento integrado de produtos, processos, pesquisa aplicada, solução de problemas complexos e antecipação de tendências tecnológicas. Essas unidades também formarão pessoal qualificado para gerar conhecimento e desenvolver tecnologias que atendam às necessidades atuais e futuras da indústria. Com atuação transversal que atenderá a todos os setores da indústria e às demandas específicas de cada região do país, os Institutos SENAI de Inovação serão focados em oito áreas do conhecimento.

Todo o processo de implantação, certificação e avaliação do trabalho dos ISI serão acompanhados pelo Instituto Fraunhofer, da Alemanha, instituição que congrega 60 centros de pesquisa em todo o mundo e presta serviços para importantes indústrias alemãs da área da tecnologia.

Com informações da assessoria de imprensa da FIESC

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem