CNPq financia expansão do MIDI Tecnológico

A incubadora MIDI Tecnológico, de Florianópolis, recebeu aporte financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para ampliação da infraestrutura física do local. O projeto tem como objetivo viabilizar o novo espaço que a incubadora terá no parque tecnológico em construção pela Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) em parceria com a Barossi Engenharia. Localizado na SC-401, o Floripa Tec Park contará com 14 mil m2 de área, divididos em duas torres com sete andares cada.

Com os recursos do CNPQ para o MIDI, será possível fazer a estruturação de 15 salas de empresas residentes, a área administrativa do espaço, biblioteca, construção de salas de reunião e aquisição de equipamentos. Além disso, o aporte também viabilizará a implantação de um laboratório Mecânico/Eletroeletrônico, com estação de solda, fonte de tensão, gerador de funções, lab view, microscópio, multímetro digital, osciloscópio e placa de aquisição de sinais. O espaço poderá ser utilizado pela incubadas que necessitem fazer, de forma esporádica, pequenos reparos ou produção de dispositivos ou protótipos, que não sejam seu foco de atuação e, por isso, não justificam a aquisição pelas empresas. Atualmente, a solução encontrada é a terceirização dos serviços.

A mudança para o novo parque tecnológico possibilitará um ambiente mais propício para o relacionamento de empresas de tecnologia, que auxiliará as incubadas a aumentarem a capacidade de articulação com outras que já tenham maior experiência no mercado. Também permitirá aprimorar o atendimento oferecido aos empreendimentos nascentes e ampliar a capacidade de produção de conhecimento, fomentando ações, produtos e serviços inovadores.

Estrutura atual
O MIDI Tecnológico ocupa uma área de 1000 m2, no Condomínio Industrial da Informática, prédio onde fica a sede da ACATE, no bairro Trindade em Florianópolis. A estrutura atual tem capacidade de atender 14 empresas incubadas na modalidade de residente e oferece infraestrutura física, com salas mobiliadas, biblioteca, sala de reuniões, auditório e apoio em diferentes áreas, com consultorias, treinamentos e oportunidades de negócios, financiamentos, entre outros benefícios.

Criada em 1998, a incubadora é administrada pela ACATE e mantida pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (SEBRAE/SC). Tem como foco prestar serviços de incubação a Empreendimentos de Base Tecnológica, apoiando o processo de desenvolvimento de pequenas empresas nascentes. Desde sua fundação, a instituição já graduou 54 empresas e hoje apoia 24 incubadas: 13 residentes e 11 virtuais.

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem