Catarinenses entre as que mais crescem no país

200 pequenas e médias empresas que mais crescem14 empresas catarinenses estão entre as 200 que mais crescem no país, segundo pesquisa realizada anualmente pela Exame PME/Delloite. Destas, quatro atuam no setor denominado no ranking de Indústria Digital: Wheb Sistemas (32º, de Blumenau), Suntech (56º, de Florianópolis), Domínio Sistemas (99º, de Criciúma) e Teclan (178º, de Florianópolis). Outras quatro tem relações diretas com o setor tecnológico, como a Notebook Century (18º, de Joinville), Grameyer Equipamentos Eletrônicos (84º, de Schroeder), ADM E-Commerce (103º, de Florianópolis) e a Pollux Automation (105º, de Joinville).

O estudo observou as companhias com faturamento entre 5 milhões e 200 milhões de reais, com sede no Brasil e que operaram nos últimos cinco anos. Para participar do ranking, foi necessário que as empresas respondessem a um questionário elaborado pela consultoria Deloitte e por Exame PME.

Cláudio Sá, da Teclan

Cláudio Sá, da Teclan

A Teclan, companhia catarinense desenvolvedora de tecnologia para call centers e operadoras de telecomunicações, está entre as 200 empresas pequenas e médias que mais cresceram no Brasil nos últimos três anos, de acordo com o ranking da Exame PME/Deloitte. A empresa registrou uma expansão na receita líquida da ordem de 55,4%, de 2006 a 2008.

Vários fatores contribuíram para o crescimento da empresa, como o investimento contínuo em capital humano; o aperfeiçoamento das práticas de gerenciamento de projetos e qualidade por meio do CMMI; a proximidade com os clientes para antecipar demandas; a melhoria dos processos internos e a busca constante pela inovação como diferencial competitivo e gerador de lucro. Garantimos excelência no atendimento e soluções de tecnologia avançada baseada nas características e demandas do mercado, o que nos garante competitividade em soluções e resultados.

Cláudio Sá, presidente da Teclan

Além disso, a Teclan, que está completando 19 anos, apostou na segmentação dos serviços, consolidando as diretrizes estratégicas dessa oferta, de acordo com particularidades de cada negócio, além de ampliar o suporte na otimização dos recursos. Outro fator importante para manter o ritmo de crescimento foi o investimento em canais, que ampliaram a capilaridade da empresa no País.

Adelize de Oliveira e André Sá

Adelize de Oliveira e André Sá

A ADM E-Commerce não atua diretamente no segmento de tecnologia, porém se beneficia dele diretamente por fazer uso de tecnologias e técnicas para tornar suas lojas de comércio eletrônico mais visíveis. Atualmente, o grupo mantém lojas virtuais voltadas ao público de TI, sendo a principal delas a livrosdeinformatica.com.br, que vende títulos ligados a informática, desenvolvimento de software, linguagens de programação, dentre outros. Em três anos, o grupo cresceu 90,2%, numa média anual de 37,9%.

O mercado de e-commerce vem crescendo bastante, em média 40% ao ano, contribuindo para alcançar esta posição. Além disso, por esforço próprio, temos o uso intensivo de tecnologia para apoiar e aprimorar nossos processos, e a constante capacitação de nossos funcionários. Com isso, temos os instrumentos para aproveitar o crescimento do mercado.

Adelize de Oliveira, diretora da ADM E-Commerce

A campeã catarinense foi a Notebook Century, empresa de varejo que revende computadores, equipamentos e suprimentos de informática, que ocupou da décima oitava colocação. Ela cresceu 248,3% de 2006 a 2008, numa média anual de 86,6%, chegando no último ano a um faturamento de R$ 7.491 milhões.

No segmento de Indústria Digital, entre as catarinenses, a Suntech registrou o maior faturamento em 2008, alcançando R$ 23 milhões, com crescimento de 130% nos últimos três anos. A empresa fornece inteligência em comunicações e soluções líderes de mercado para interceptação legal, retenção de dados e gerenciamento de rede para importantes fornecedores de serviços de comunicação e governos.

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem