Sergio Rezende conhece TI da Capital

Ministro Sergio Rezende. Crédito: Rodrigo LóssioO ministro de Ciência e Tecnologia, Sergio Machado Rezende, esteve nesta terça-feira em Florianópolis para conhecer iniciativas do polo tecnológico da Capital, além de participar dos lançamentos da Lei de Inovação Catarinense e do projeto Futurus, financiado pelo seu ministério.

Em entrevista exclusiva para o blog TI Santa Catarina, Rezende afirmou que a capital de Santa Catarina tem dado exemplo ao Brasil de articulação entre universidades, instituições de pesquisa e empresas. O ministro comentou ainda sobre a escolha de Florianópolis para o lançamento do projeto piloto do Futurus, voltado para desenvolver a inclusão digital e profissional de jovens de escolas públicas da região.

Florianópolis é uma cidade tecnológica, que tem mostrado ao Brasil uma quantidade de iniciativas que vem na direção de ajudar o país a vencer um desafio muito grande que é fazer que a ciência e a tecnologia gere riquezas. Isso é feito a partir do conhecimento, gerando produtos e processos de interesse público e do mercado.

Sergio Rezende, ministro de C&T

Confira algumas das atividades e ações que Sergio Rezende participou ao longo desta terça-feira:

Visita ao LABelectron
O ministro conheçou as instalações do laboratório-fábrica gerenciado pela Fundação Certi. O LABelectron desenvolve atividades de manufatura eletrônica, lotes piloto, pré-séries e prototipagem e placas eletrônicas, por meio de duas empresas parceiras: a Produza e a Megaflex Sul.

O laboratório integra ainda um conjunto de instituições de pesquisa e desenvolvimento, centros de tecnologia e de formação de recursos humanos, além de incubadoras. As empresas que desenvolvem hardware e equipamentos são diretamente beneficiadas pelo projeto, que conta também com recursos do Ministério de Ciência e Tecnologia para se desenvolver.

Regulamentação da Lei Catarinense de Inovação

Assinatura da Lei de Inovação

Assinatura da Lei de Inovação

Esta terça ficou marcada também pela regulamentação da Lei Catarinense de Inovação. O dispositivo foi construído ao longo do ano de 2007 com a participação dos setores produtivos e acadêmcos, além do próprio governo estadual. Aprovado no final daquele ano pela Assembléia Legislativa, a lei foi sancionada pelo governador do Estado, Luiz Henrique da Silveira, em janeiro de 2008 e aguardava regulamentação para entrar em vigor. A regulamentação veio nesta terça, em cerimônia na Casa d’Agronômica, em que lideranças empresariais, acadêmicas e do governo estiveram presentes. O ministro Sergio Rezende foi testemunha da assinatura.

Lançamento do projeto Futurus

Autoridades conhecem mesa interativa

Autoridades conhecem mesa interativa

O Futurus – Inclusão Digital para Inclusão Social foi lançado nesta terça-feira, às 15h, no Sapiens Parque em Florianópolis, com a presença de Sergio Rezende. A iniciativa é uma ação pública de inclusão digital, profissional e social, que faz uso das mais avançadas tecnologias da informação e comunicação, na formação e operação de uma grande Rede de Inclusão, como força motriz de desenvolvimento.

Hoje o problema do jovem no Brasil é saber que profissão ele vai seguir. O projeto usa a tecnologia para oferecer informações e condições para que os jovens da Grande Florianópolis, de Santa Catarina e do Brasil possam escolher o seu futuro com conhecimento. Os problemas do sistema de ensino brasileiro de hoje fazem com que o jovem entre na universidade sem saber o que quer do futuro. O Futurus oferece meios para que o jovem tome essa decisão com informação qualificada e educativa.

Sergio Rezende, ministro de C&T

Autor: Rodrigo Lóssio

Jornalista formado pela UFSC, especialista em Propaganda e Marketing pela UNIVALI, com MBA em Gestão de Negócios, Mercados e Projetos Interativos pelo I-Group. É sócio-diretor da Dialetto e editor executivo do blog TI Santa Catarina.

Compartilhe esta postagem