Contabilistas guiam novo sistema de NF-e

LinkedIn

Processos ágeis, automatizados e que facilitem a emissão e o gerenciamento de notas fiscais. Foi com esta demanda que empresas catarinenses lançaram um sistema de nota fiscal eletrônica, desenvolvido a partir das principais necessidades dos contabilistas. Batizado de Bloco-e, o sistema permite a emissão, o gerenciamento e a validação de notas, tudo através da internet. Redução de custos com impressão, facilidade de acesso e arquivamento também estão entre os benefícios.

O sistema foi desenvolvido pelas empresas catarinenses Bry Certificação Digital, Brame Automação e PROWEB+, e é destinado principalmente a pequenas e médias empresas.

Marcelo Brocardo. Crédito: Rodrigo LóssioO diferencial do Bloco-e é a forma com que foi desenvolvido, a partir das demandas específicas de quem mais utiliza as ferramentas para emissão e controle de notas. O Bloco-e oferece interface amigável, tanto para os clientes quanto para os contabilistas. Oferece, também, facilidade nas operações de envio, cancelamento e inutilização de Nota Fiscal, processos que, em geral, são complexos com a nota fiscal impressa.

Marcelo Brocardo, presidente da Bry Certificação Digital

Outra vantagem do sistema é a possibilidade de customização do perfil de cada usuário. Através desta opção, tanto empresas quanto contadores podem adaptar a interface do sistema de acordo com as ferramentas e funções que mais utiliza. O Bloco-e possui, ainda, ferramentas para envio de Nota Fiscal por e-mail, para inclusão de impostos pré-cadastrados de diferentes produtos, para log de operações e para gerenciamento de cadastros de clientes, produtos e transportadoras.

Com o processo virtual e automatizado, são eliminados os erros comuns, decorrentes de falhas de digitação, por exemplo. As empresas também ajudam a preservar o meio ambiente, suprimindo a emissão impressa de diferentes vias de documentos fiscais.

Luciano Brame, diretor da Brame Automação

Segurança
Para garantir a segurança na emissão e no armazenamento da Nota Fiscal Eletrônica, o Bloco-e conta com a parceria da Bry Certificação Digital. Através do Certificado Digital (e-CPF e/ou e-CNPJ), são registradas todas as informações juridicamente válidas e necessárias para assinatura e transmissão da nota.

Quando certificada e emitida digitalmente, a Nota Fiscal Eletrônica é enviada para a Secretaria da Fazenda de jurisdição do contribuinte, também através da internet. Lá, é feita uma pré-validação do arquivo e emitida um protocolo de recebimento, que permite o trânsito de mercadorias. Todo este processo garante segurança e sigilo dos dados que trafegam pelo Bloco-e, e que podem ficar armazenadas no sistema por até cinco anos.

Autor: Equipe TISC

Os redatores do blog TI Santa Catarina são jornalistas com larga experiência no segmento de tecnologia e inovação. Para sugestões, críticas e comentários, entre em contato conosco.

Compartilhe esta postagem